15/02/11

Sermão n° 1 - "De volta ao primeiro amor"

"Escreve ao anjo da igreja que está em Éfeso: Isto diz aquele que tem na sua destra as sete estrelas, que anda no meio dos sete castiçais de ouro:
Conheço as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua paciência, e que não podes sofrer os maus; e puseste à prova os que dizem ser apóstolos, e o não são, e tu os achaste mentirosos.
E sofreste, e tens paciência; e trabalhaste pelo meu nome, e não te cansaste.
Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor.
Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei, e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres.
Tens, porém, isto: que odeias as obras dos nicolaítas, as quais eu também odeio.
Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: Ao que vencer, dar-lhe-ei a comer da árvore da vida, que está no meio do paraíso de Deus".
Apocalipse 2.1-7

Éfeso era a maior, mais rica e mais importante cidade da Ásia Menor. A cidade tinha uma população estimada de mais de duzentas mil pessoas. Os efésios construíram um teatro com capacidade para vinte e quatro mil pessoas. Em Éfeso ficava o porto mais importante da Ásia Menor. Era o centro do culto a Diana (At 19.35), cujo tempo era das sete maravilhas do mundo antigo. Era uma cidade idolatra, imoral, onde houve muitas perseguições.

Ap 2.1Apresentação. “Ao anjo da igreja de Éfeso escreve: Isto diz aquele que tem na mão direita as sete estrelas, que anda no meio dos sete candeeiros de ouro:”.
1.  Aquele que tem na sua destra as sete estrelas. Os ministros de Cristo estão debaixo do seu cuidado especial e sua proteção. É Cristo quem dirige todos seus movimentos; Ele quem enche de luz e influencia; Ele os sustenta, ou senão seriam estrelas cadentes; eles são ferramentas nas suas mãos. A congregação de Éfeso havia tido lideres “estrelares” – Paulo, Timóteo e o próprio apóstolo João - , mas o Senhor lembra seus membros que ele está no controle de seu ministério, colocando as “estrelas” onde lhe convém;
2. Ele “... anda no meio dos sete candeeiros de ouro. Isso sugere sua relação com as suas igrejas. Embora Cristo esteja no céu , Ele anda no meio das suas igrejas na terra. Ele não apenas está no meio dos candeeiros (1.13), mas também anda no meio dos candeeiros (2.1; Mt 18.20).

Ap 2.2,3,6 Elogio a igreja de Éfeso: Três grandes virtudes
1. Era uma igreja envolvida com a obra de Deus(2.2). A palavra grega para “obra” é kopos, que descreve trabalho duro que nos faz suar, o trabalho duro que nos deixa exaustos. Era uma igreja que se comprometia com o serviço, sua agenda semanal era repleta de atividades. Sem dúvida, era uma igreja ocupada com o serviço do reino. Era uma igreja que servia.
2. Era uma igreja fiel na doutrina (2.2,3,6). Mesmo cercada por perseguição e mesmo atacada por constantes heresias, essa igreja permaneceu firme na Palavra, contra todas as ondas e novidades que surgiram. Jesus já tinha alertado sobre o perigo dos lobos vestidos com peles de ovelhas (Mt 7.15). Paulo também tinha alertado que lobos entrariam no meio do rebanho (At 20.29,30; 2 Co 3,4). O apostolo João fala da necessidade de provar os espíritos, porque há falsos profetas (1 Jo 4.1; 2 Jo 7-11). A igreja de Éfeso tinha discernimento espiritual. “A igreja separou-se das falsas doutrinas e das falsas obras”. Os Nicolaítas (destruidores do povo), pregavam uma nova versão do Cristianismo. Eles pregavam um evangelho liberal, sem exigências, sem proibições. Eles queriam gozar o melhor da igreja e o melhor do mundo (1 Jo 2.15-17; Tg 4.4; Rm 12.2; 1 Pd 1.14-16). OBS: Hoje as pessoas buscam experiência e não a verdade. Elas não querem pensar, querem sentir. Elas não querem doutrina, querem as novidades, as revelações, visões, sonhos. Elas não querem estudar a Palavra, querem escutar testemunhos eletrizantes. Elas não querem o evangelho da cruz, buscam o evangelho ao seu gosto. Elas não querem a Deus, querem as bênçãos de Deus. Querem um evangelho triunfalista e não o evangelho triunfante.
A igreja está perdendo o compromisso com a verdade. O que determina o rumo da igreja não é mais a Palavra, mas o gosto dos consumidores. A igreja está pregando outro evangelho. Os crentes contemporâneos não são como os bereanos. Estamos vendo uma geração de crentes analfabetos da Bíblia.
3. Era uma igreja perseverante nas tribulações(2.2,3). Ser crente em Éfeso não era tão popular. Lá ficava um dos maiores centros do culto ao imperador. Muitos crentes estavam sendo perseguidos e até mortos por não se dobrarem diante de César. Hoje muitos crentes querem coroa sem cruz.  A igreja contemporânea está perdendo a capacidade de sofrer pelo evangelho. Ela prefere ser reconhecida pelo mundo a ser reconhecida no céu. Os cristãos em Éfeso não desistiam diante da adversidade. Os cristãos de Éfeso eram obreiros incansáveis.

Ap 2.4 - Acusações contra a igreja de Éfeso. Essa igreja ocupada, separada e disposta a se sacrificar sofria de “problemas amorosos” – os efésios haviam abandonado seu primeiro amor. A palavra “abandonaste” significa “mandar ir embora, abandonar, deixa ir, desistir”.
·     O que fazemos para o Senhor é importante, mas o motivo pela o qual fazemos também importa! O pecado de Ele acusou essa igreja foi sua decadência e  declínio no santo amor e zelo. Qual é o maior mandamento? “Amarás ao Senhor teu Deus” (Mt 22.37,38) Deixar o primeiro amor significa diminuir consideravelmente o amor inicial ou distanciar-se do amor de Deus;
·     O que faz abandonar o “primeiro amor”? 1) A rotina; 2) A religiosidade; 3) A falta do amor e fervor.

Ap 2.5-7Exortação - O “primeiro amor” pode ser recuperado se forem seguidas três instruções que Cristo dá.
1.     Lembrar – O que eu preciso lembrar para voltar ao primeiro amor?
·     Preciso lembrar como eu conheci a Cristo;
·     Lembrar a Cruz do Calvário;
·     Lembrar que sou peregrino nesta terra, e tenho uma Pátria nos céus;
·     Lembrar como eu buscava a Deus no início;
·     Lembrar que sou mais do que vencedor.
2.     Arrepender-se – mudar de mente, mudar de direção, é confessar os pecados ao Senhor (1 Jo 1.9). Arrependimento não é emoção, é decisão. É atitude. Não precisa existir choro, basta decisão.
3.     Voltar – à pratica das primeiras obras. Significa restauração à comunhão inicial, rompida pelo pecado e pela negligência.

Nestas sete mensagens, os “vencedores” não são uma “elite espiritual”, mais verdadeiros cristãos, cuja fé lhes deu vitória (1 Jo 5.4,5). O homem pecador foi banido para longe da árvore da vida (Gn 3.22-24), mas, em Cristo, há vida eterna e abundante.


Em Cristo,
Lucas Fernandes.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails